Segredos que empreendedores não te contam sobre um negócio

Reconhecemos que o empreendedorismo toma forças em contexto de crise econômica como este, como uma possível saída para o empreendedor que quer obter mais dinheiro ou fazer deste negócio a sua principal fonte de renda.

Quando falamos de empreendedorismo, localizamos logo o mercado financeiro, que capta de forma selecionada perfis específicos de empreendedores, que dispõem de competências e características que são eficientes para o ramo. Para iniciar a prática empreendedora, é preciso primeiro conhecer o ramo no qual se deseja empreender e, principalmente, se vai alcançar e como irá atingir o público-alvo do produto/serviço oferecido.

O risco em qualquer negócio é iminente, e o empreendedorismo por vezes não é colocado em prática quando o indivíduo faz essa avaliação antes mesmo de realizar um planejamento para mensurar os riscos e os benefícios do negócio.

Contar com o auxílio de um especialista da área é de suma importância, mas não quer dizer que é indispensável. Quando você estuda o ato de empreender, se caracteriza como tal, indo desde a investigar seu negócio, compreendendo bem as potencialidades de seu produto, até conhecer o perfil de seus clientes e saber como estes vão fidelizar a sua marca.

No entanto, para alcançar a prosperidade por meio do lucro, organize a finança de seus negócios e tome algumas iniciativas, a partir das nove dicas a seguir:

1 – Apropriar-se do conhecimento e fazer estudos envolvendo os tipos de negócio existentes;

2 – Relacionar-se de forma inteligente com os possíveis sócios e os clientes;

3 – Buscar fontes e formas de captação de recurso;

4 – Haver uma quantidade garantida para o capital de giro a partir do pressuposto do planejamento e da gestão;

5 – Traçar como o serviço/mercadoria oferecida vai suprir as necessidades desse cliente e como a sua marca vai ser boa o suficiente para imperar sobre as outras existentes;

6 – É também importante citar que, para haver um controle financeiro, é preciso separar bem os gastos pessoais dos gastos do negócio em questão, para que assim você tenha um controle de entradas e saídas de caixa;

7 – Traçou o perfil do negócio? Agora é hora de ter a visão sobre qual o território perfeito para as vendas. Atente-se a isso. Vá até os seus clientes. Não busque o caminho contrário;

8 – Utilize de forma consciente as redes sociais a favor de seu negócio, sendo que, na atualidade, os seus clientes podem estar majoritariamente no espaço cibernético. E um detalhe importante: você pode vender o seu serviço/produto durante 24 horas! As vendas na internet não pausam, meu(minha) amigo(a);

9 – Por fim, é importante realizar diagnósticos com uma periodicidade que seja relevante para o seu negócio, de modo a captar custos desnecessários.

Por fim, nós, do Sicoob Creditábil, estamos sempre à disposição de nossos cooperados e apoiamos iniciativas que envolvam o empreendedorismo. Bom empreendimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • ATENDIMENTO
  • Central de Relacionamento
    0800 642 0000
  • Atendimento Sicoobcard
    4007 1256 (Região Metropolitana)
    0800 702 0756 (Demais localidades)
  • Ouvidoria
    0800 725 0996
  • Deficientes auditivos e de fala
    0800 940 0458

Rua Espírito Santo, 505 – 3º Andar - Centro, Belo Horizonte - Minas Gerais, CEP 30.160-927

Garden - Consultoria e Marketing