6 dicas para se proteger contra golpes por PIX

Estamos vivendo em uma era digital, na qual a maior parte das transações bancárias é feita por aplicativos. Com o PIX, a facilidade de fazer transferências 24 horas sem limite aumentou. Isso é bom por um lado. Por outro, o número de golpes usando essa facilidade também aumentou. Com isso, criamos um guia de dicas para que você não caia em nenhum tipo de golpe.

Prevenir nunca é demais, não é verdade?

Lembrando que esse guia não tem como intenção te fazer desanimar de usar o PIX. Pelo contrário. Essa nova forma de fazer transferências instantâneas é uma ótima alternativa para facilitar os seus negócios. Porém é importante salientar que os procedimentos devem ser feitos com cautela.

Esses são alguns dos golpes mais comuns, e logo abaixo trataremos de soluções para se prevenir contra as ações criminosas.

1 – WhatsApp 

A partir da clonagem do WhatsApp, os criminosos entram em contato com pessoas próximas solicitando um valor em dinheiro para comprar algo que está faltando. Como a conta da pessoa que você conhece foi clonada, muitas pessoas acabam acreditando e  realizando a transferência. 

2 – Instagram 

Da mesma forma que o WhatsApp, o Instagram pode ser hackeado se a conta de uma pessoa conhecida acabar em mãos erradas. Geralmente, os criminosos anunciam produtos a serem vendidos em fotos nos stories, ou até mesmo entram em contato com pessoas mais , com quem os usuários mais conversam, para solicitar a transferência via PIX. 

3- Falsas pesquisas e SMS com links suspeitos 

Os criminosos enviam até por mensagem SMS links com mensagens chamativas, como: “Você ganhou uma bolsa de estudos”, “Você ganhou uma viagem gratuita”, “Clique aqui e faça uma pesquisa referente a covid-19”. São várias as abordagens. 

4- Atendimento bancário falso

É feito um envio de mensagens por conta falsa dizendo que o usuário precisa passar por uma pesquisa para validar chaves PIX e são solicitados dados bancários. Tome muito cuidado!

Os golpes estão cada vez mais aprimorados. Listamos acima apenas alguns dos mais comuns. Porém é necessário tomar alguns cuidados, aferir dados e não compartilhar suas informações pessoais.

Dicas valiosas para que esses golpes sejam evitados:

1 – Ative a autenticação de dois fatores no WhatsApp. Esse simples feito dificulta que o WhatsApp seja clonado, pois, ao ativar a autenticação, é necessária uma senha pessoal de acesso para realizar qualquer movimentação dentro do aplicativo. Isso dificulta bastante que ele seja clonado. 

2 – Não clique em qualquer link. Confira as informações enviadas. Geralmente, os golpes são feitos com falsas promessas de promoções, oferta de bolsas, convite para uma pesquisa etc. E esses conteúdos geralmente vêm de remetentes não salvos e com erros de digitação. Fique atento.

3 – Não faça transferências sem conferir os dados da pessoa para quem está enviando. Peça CPF e nome completo, para que a transferência seja feita com segurança. Lembre-se de que o dinheiro via PIX não pode ser recuperado, a não ser que você transfira para a pessoa certa e ela te transfira o valor de volta.

4- Faça o cadastro de suas chaves PIX apenas em aplicativos e sites exclusivos de sua instituição financeira. E lembre-se de compartilhar a sua chave PIX, código ou QR Code cadastrado APENAS com pessoas de confiança.

5- Não realize transferências PIX quando estiver conectado a um wi-fi de redes públicas de shoppings, bancos etc. Faça isso apenas se estiver conectado em um wi-fi seguro.

6- Confira remetentes de e-mails, mensagens SMS, mensagens no direct do Instagram ou WhatsApp. Desconfie de mensagens suspeitas e, se uma tiver sido envida por conhecidos, entre em contato com eles por ligação antes, para aferir se é realmente o remetente de confiança que está solicitando a informação.

O PIX mudou totalmente a forma de realizar transferências e facilitou muito a forma de fazer transações. Por ser algo fácil, simples e gratuito, ele facilitou também atividades criminosas, porém, ao se prevenir, você pode usufruir dessa ótima funcionalidade tranquilamente. Use com segurança!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • ATENDIMENTO
  • Central de Relacionamento
    0800 642 0000
  • Atendimento Sicoobcard
    4007 1256 (Região Metropolitana)
    0800 702 0756 (Demais localidades)
  • Ouvidoria
    0800 725 0996
  • Deficientes auditivos e de fala
    0800 940 0458

Rua Espírito Santo, 505 – 3º Andar - Centro, Belo Horizonte - Minas Gerais, CEP 30.160-927

Garden - Consultoria e Marketing